Home Vagas de Emprego Links Contato
Área do paciente
   
Artigo
CASAMENTO DURA PORQUE É ETERNO!!

 

CASAMENTO:  DURA PORQUE É ETERNO!!

Atualmente é muito comum ouvirmos as pessoas dizerem que "o casamento será eterno enquanto durar", e respaldados nesta afirmação o casal mantêm-se unidos apenas até o momento em que a tolerância, paciência e amor se fizerem presentes considerando nesta presença principalmente as situação agradáveis do casamento e estiverem com energia suficiente para prevalecer em meio às dificuldades cotidianas, porém o que muitos não se dão conta que a conceituação da palavra amor estando esta associada ao casamento, união conjugal, deve ir muito além de um limite instituído humanamente dizendo, ou seja, é em meio aos turbilhões e grandes tempestades surgidas dentro dos relacionamentos que o casal deve colocar em prática o que em um determinado dia verbalizaram um para com o outro - " EU TE AMO!!" , verbalização esta que subentende-se ter embasado a união dos dois corpos estruturando assim o relacionamento conjugal. No entanto enfatizando a conceituação de AMOR temos algo muito sério e promissor caso estejamos pré-dispostos a colocar em prática que seria:

O AMOR...

...O amor é sofredor, é benigno; o amor não é invejoso; o amor não se vangloria, não se ensoberbece, não se porta inconvenientemente, não busca os seus próprios interesses, não se irrita, não suspeita mal; não se regozija com a injustiça, mas se regozija com a verdade; tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.
                                      1 Coríntios 13:4-7

 

Baseado nesta conceituação é que cabe indagar-nos até que ponto amamos verdadeiramente nosso cônjuge quando chegam até nós as crises e dificuldades? Pois se amamos conforme a conceituação acima, então, deveríamos não termos inveja e ou não nos vangloriarmos ( acharmos que somos superior ao nosso cônjuge, às vezes devido a um status profissional, social e ou econômico e ou até mesmo a um vigor e ou saúde física e ou psíquica), devemos nos portarmos convenientemente ( postura adequada, vestimentas sensuais apenas junto ao parceiro e ou parceira conjugal, fidelidade acima de tudo, respeito, sem ofensas em palavras e ou atitudes, dentre outros comportamentos convenientes), deveremos ser parceiros de nosso cônjuge, compartilharmos ideias e cultivarmos valores unânimes, falarmos baixo, sermos mais pacientes e não explodirmos por quaisquer situações cotidianas, devemos confiar no(a)  esposo e ou esposa, sermos justos, sermos verdadeiros, estarmos aptos para suportarmos as crises ( financeira, saúde, emocionais, etc), sabermos esperar o dia e momento certos para cada realização junto ao cônjuge, suportarmos as dores e fazermos delas grandes aliados para a vitória, só assim é que construiremos relacionamentos conjugais de 50 anos em diante, caso contrário.... o limite é certo!!

No entanto antes de amar saiba escolher com calma e muita precisão seu parceiro conjugal, a partir da escolha assertiva, Ame de verdade e faça valer a palavra AMOR em prol da felicidade plena e não aparente!!

        Afinal casamento dura, porque é eterno,  pois é assim e para isto que foi constituído por Deus!!   Na verdade o que devemos é aprender a lidar com o casamento.

Deus lhes abençoe!

 

Carina Almeida Ramos Medina – CRP 06/82542

Psicóloga e Neuropsicóloga.

Psicóloga Especialista em Terapia Sistêmica de Casais e Família.

Atendimento psicológico especializado para adultos, idosos e casais.

 



Compartilhe:
<< Página Anterior

C.T.A. Centro de Terapia Aplicada • Rua Santo Antônio, 264 - Centro -Guararapes/SP • (18) 3406-2096